domingo, 11 de julho de 2010

Cidades em Transição

A cidade de Três Pontas, Sul de Minas Gerais, completou 153 anos nesse último dia 3 de julho. A escritora deu seu presente através da crônica: "Meu presente para a cidade".

O movimento Transition Towns defende uma mudança sustentável nas cidades, baseada no fortalecimento das ações locais. Para saber como aderir, acesse:
 http://transitionbrasil.ning.com .  Se quiser começar o trabalho estou a disponsição.


Já imaginou a cidade de Três Pontas virando notícia positiva no mundo todo? Já imaginou a cidade de Três Pontas sendo considerada um modelo de sustentabilidade e resiliência? Já imaginou a cidade de Três Pontas recebendo caravanas de várias partes do Brasil e do mundo em busca de aprender com o exemplo dos trespontanos a transformarem suas cidades em ambientes saudáveis para o nosso planeta?  Já imaginou? Se você quer para de imaginar e fazer disso uma realidade, minha sugestão-presente é: reúna os parentes e amigos e forme um grupo de ação para a transição.


Presentes a gente não escolhe, recebe. Claro que, depois de receber, é possível fazer qualquer coisa com ele: guardar no fundo do armário, doar para os desabrigados, mas também é possível gostar, e gostar muito.


O que mais vale no presente é a intenção de quem presenteia, a lembrança, o carinho, o cuidado amoroso com o presenteado. Tem presente que dá tão certo que vira amuleto, vira a "camiseta da sorte", o "batom do sucesso". 


Tem presente que é tão estimado  que nunca desaparece. Os anos se passam e você, sempre que vê o bibelô na estante, lembra: foi presente. Ou então, na limpeza anual do guarda-roupa, vê a blusa surrada e pensa: ainda dá para usar em casa, foi presente.


Presentearei a cidade aniversariante consciente de todas essas variáveis, ciente de todos os riscos, sim, porque presentear é sempre um risco, um atrevimento, uma exposição. Denuncia, no mínimo, nosso próprio  gosto, no máximo, o que você pensa do presenteado. 


Meu presente vem em forma de informação, como não poderia deixar de ser já que vem embrulhado e impresso nas páginas de um jornal. Uma informação que pode ir para o fundo do armário, pode ir para o caminhão de doações, mas que, espero de coração, vire a camiseta favorita por muitas e muitas gerações.


A informação presenteada chama-se: Transition Towns. Calma, antes de se decepcionar, deixa eu traduzir e explicar. Cidades em  Transição é um movimento internacional que no Brasil já tem diversas adesões. É uma metodologia que ajuda a transformar as cidades em ambientes sustentáveis, independentes de crises externas, mobilizando seus cidadãos a encontrarem soluções para diversos níveis de questões comuns.


O conceito é bastante flexível e simples, mas é preciso vontade e dedicação.A comunidade envolvida, que pode ser uma rua, um bairro ou a cidade inteira, se organiza em torno de passos iniciais sugeridos pela metodologia e adaptados à realidade de cada grupo. Os passos funcionam como  guias que ajudam a rever  modelos de energia, economia, alimentação e habitação . 


A metodologia do Transition Towns é facilitadora da vida de qualidade. Pode transformar a cidade que a adota em um lugar melhor para se viver e uma escola viva, um exemplo a ser aprendido e seguido. 


A sugestão adotar Cidades em Transição é o meu presente para a Três Pontas. Oxalá, alguns cidadãos se inspirem e comecem a se mobilizar para fazer da cidade um modelo de resiliência.

Impresso e publicado originalmente em 3 de julho de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário