terça-feira, 1 de maio de 2012

[atolada] em livros


Estou me sentindo como o nosso  amigo da foto ao lado: literalmente atolada em livros. Gente, será que dá para ler tanto assim? Será que isso não faz mal para a digestão da vida?
Será preciso tanto livro, internet, apostila, revista, anotação de aula e gravações de palestras? É preciso saber tudo isso mesmo? Está me parecendo mais um caso embasado na tal  "didática da esperteza". Ou será didática da tolice? Afinal,  pelo nosso esquecido Aurélio de papel [o dicionário], atolar em livros poderia significar atolar com livros.



Estou atolada. Literalmente? O dicionário de papel está aqui do lado, deixa ver. Os óculos para o computador não conseguem enxergar as letras miúdas do dicionário de papel, pera, deixa eu trocar...


Enfim, lá vai: "atolado¹. [Part. de atolar¹.] Adj. Metido em atoleiro; atascado." Outra: "atolado². [Part. de atolar².] Adj. V. tolo (1 a 3)." Tolo? Por essa eu não esperava.


Sigamos adiante em busca de saber se estou atolada  literalmente ou não: "atolar. V. t. d. T. d. ec. 1. Meter ou arrastar em atoleiro; atascar; envasar. T. c. 2. Ficar atolado [...] P. 3.Ficar embaraçado,  metido em atoleiro [...] 4. Entregar-se com excesso aos prazeres, às más paixões [...]". Entregar-se com excesso, sim, mas às más paixões? Talvez...


Vamos à definição dois para encerrar ou não sairemos daqui hoje: "atolar². [De a² + tolo + ar²]" Parece matemática, em frente: "V. t. d. P. Tornar-se tolo; aparvalhar(-se), apatetar(-se), atoleimar(-se)". 


Literalmente? Acho que sim, no sentido um e também no dois. Paradoxal? Veremos. Estou atolada, metida em um atoleiro de livros e, mesmo assim, tornando-me cada vez mais tola.


Literalmente? Sim. Estou atolada. À minha volta mais de vinte livros, várias apostilas, bloco de anotações, o dicionário de papel e as virtualidades todas, internet, mecanismos de pesquisa desktop, editor de textos e pads diversos.


Tolice? Atoladice. Existe? Não sei, mas agora não vou procurar, já mudei de óculos. Ah.. deixa eu ver na net: teclei atoladice no google, e saiu um único resultado, veja: "uma vaca atolada ficou tão atoladinha na areia movediça que até parecia uma lagarta-da-areia que ultrapassou o limite de atoladice e conseguiu morrer para sempre junto com Hades". Estranho, mas parece bem profundo.


Moral da história: volte aos livros e estude, semana que vem tem banca de doutorado. Aceito rezas. Literalmente.


Impresso e publicado em 16 de outubro de 2010.



Nenhum comentário:

Postar um comentário